19 maio 2007

Tudo é blues, tudo é cósmico

Gosto dos gritos, piece of my heart, fala bêbada, tudo mostrando Janis em mim.



.



Se canto tanto, é pra t'esperar, porque t'esperar é aguardar que tu voltes a ser o que eras e se tu não voltas, eu não volto a ninguém e meu mundo acaba. O que é esse teu mundo? Haveria espaço para mim, mesmo que minúsculo? Prometo que fico quieta, digo nada, olho pouco e calo. E calo, e calo, e calos em mim. Mas se grito tanto, é que o mundo todo já foi dormir. Restou, restei, ball and chain. Ai, aquela coisa que desce a garganta e faz queimar de tanto grito. Será que foste dormir no mundo? Será que dormes com alguém? Será que voltas para a cama depois desta garrafa vazia de ti? Não, não estou sendo dura demais, é só o resto que sobra e eu sou tudo o que sobra, mesmo. Gotas de vontade estúpida mal-acabada e nada bem-acabado, tudo finito em grito e choro e droga! A bebida, esta maldita garrafa que tu me destes e acaba-se a cada gole novo que dou de ti. E o cigarro que era teu e o sorriso que era teu e o teu "eu" que era meu ali no chão, idiota. Vai-te embora e não volta mais, que eu te xingo e te sugo e te quero e te meço e te meto os dedos na cara e t'explano com todo esse meu querer bêbado e louco. Louco grito, grito rouco,
it's all the same fucking day man,
eu bebo. Sem jeito nem preconceito e foda-se o mundo, baby!

14 comentários:

Gabibis disse...

Mas ela que bebe e nem sabe por quem se perde

e eu sei.
se perde por si. Se perde sozinha pq sempre to alih dentro pra segurar e perder junto

e ficar assim de beber é tão bom!
Vamos ser despertador de quem será neh?
ainda vamos nos encostar juntas e acordar com bom dia e gargalhadas..

certezaa

e ahh

que te amo tantooooooooooo metadinhaa

amiga mais que amiga = amiga=irmã

Rafael Leopoldo disse...

rsrsrsrs muito bom. Após a última letra do post as cortinas se fecharam. Lindo. Lindo.

kleine kaugummi disse...

Sirvo então um café dos meus.
Deixa que ele diga,
que vá,
que se mate,
poucomeimporta.

Importa-me é tu,
a não se entregar inteira.
- que lhe baste metade da metade da metade-

é isso.
que fique tudo do mesmo jeito.
mas que seja do teu.

=*

Um simples querer composto disse...

Deixa ela beber até não aguentar mais, cair e no outro dia, perceber que a dor não passou, pelo contrário, somou-se a uma dor no estômago, mais uma dorzinha na cabeça que num passa e um vazio no peito que te toma o fôlego.
mas deixa ela beber, não interrompe.
pode ser que depois de bêbada ela cante, grite, chore, deseje mais do que pode ter ou apenas seja mais uma bêbada.
mas deixa, pq disso ela não vai esquecer.

clara

Lais Mouriê disse...

Ni, vc só pode ter escrito isso pra mim: "Será que foste dormir no mundo? Será que dormes com alguém? Será que voltas para a cama depois desta garrafa vazia de ti? Não, não estou sendo dura demais, é só o resto que sobra e eu sou tudo o que sobra, mesmo."

Esse trecho é tudo o que eu queria dizer hj. TUDO!

Bjoos minha meNina.

Patrícia H. disse...

E tudo é sempre tão...que me falta até mesmo o ar depois de ler.
Me fez lembrar de uma música linda, do Toranja, banda das mais lindas de Portugal:

**Dá-me ar
Dá-me espaço para respirar
Dá-me tempo para sofrer
Quero alcoól para comer
Quero um muro para espancar
Até doer...

Dá-me ar
Quero vento para tentar
Quero luz só para me ver
Quero ferro para trincar
Quero olhar de frente o sol
Até queimar...

Dá-me ar...

Quero mais
Quero um trono para perder
Quero um quarto para gritar
Quero gente para roer
Quero um mundo para puxar
Até morrer...

Dá-me mais
Quero terra para comer
Quero Deuses para lutar
que o mais fácil é perder
que o difícil é pensar
em acordar...


Dá-me ar...

Dou-te cor
Dou-te vidas para cantar
Dou-te raiva para dançar
por cima do que é meu
Dá-me ar.**


Lindo!


beijos

Gabibis disse...

Eu vim de novo. Pra poder sorrir contigo e sorrir pra ti.
Pq aqui dentro tu sabe tudo o que me passa (não passa?) né!?


e quero.. quero rodopiar de ciranda e cair de pernas pra cima e rir até perder as forças...
e quero endoidecer qualquer raio de sol e qualquer sopro de vento...

eu quero explodir uma gota de chuva, que quando se mistura a lágrimas, vira única.


Um e todo
e o todo em tudo..


te amo muito e tanto metadinha

Claudia Lis disse...

Ni, Nina, Menina,

“Vai-te embora e não volta mais, que eu te xingo e te sugo e te quero e te meço e te meto os dedos na cara e t'explano com todo esse meu querer bêbado e louco.”

Há tanto calor nesse conflito de sensações e emoções. Elas gritam entre si, se sobrepõem e ocupam SIM o mesmo espaço e tempo. Todas tão azuis! E todas tão blues.

1 Beijo

thaís disse...

nossa, quando li o comecinho do texto, parecia até um discurso parmênico!
mas olha, bebe, chora, ri..não se reprima.
brinque, seja, veja, grite.
e beba sim!

hahaa
beeijo, querida

Rita Lima disse...

"Se canto tanto, é pra t'esperar, porque t'esperar é aguardar que tu voltes a ser o que eras e se tu não voltas, eu não volto a ninguém e meu mundo acaba."

E é assim que tudo começa... Pq sempre que canto (por esperar), tem uma melodia suave que me ampara... E eu não resisto a cantar no ritmo...

Mas se canto por espera e me distraio, espero a quem?? E quando voltar? E se o mundo acabar?

Que medo!! Mas a roda gira, e eu vou girar... E que venha o que me espera.

Nina... Tradutora de alma!!! Que bom me sentir confortada e decifrada.

Bom ter um ombro assim, inesperado e presente. Que presente foi-me dado!!!!!!!!

PS.: Já viu o Blog que montei pro moço??? Dá um pulinho lá depois... Tá nos meus links. Suuuper beijo!

yara b . disse...

"porque t'esperar é aguardar que tu voltes a ser o que eras e se tu não voltas, eu não volto a ninguém e meu mundo acaba"


[...]


e foi só tocar no ponto g da minha bomba h.

Mayara disse...

menina nina que parece tão pequeninha e derrepente se faz de janis para cantar blues e beber para que no final não tenha uma ressaca mais tão belas palavras!

eu adorei a nova decoração da sua casinha! foi você que fez?!

obrigada pela bebedeira e pela musica na semana passada...eu fui em um lugar que você iria gostar!
quando vier para são paulo te levarei lá! =D

bjão!

Natália Nunes disse...

Olá, Nina.

Passeando por lá e cá vi o seu link.
Olha, seu blog é MUITO bom.
Desde o layout, q já cativa, assim, "tchum".

Eu estava a ouvir Janis hj (má baby e la la la).

Adorei a audio referência e adorei oq vc tem a dizer.

Voltarei pra escutá-la.

Ancorada disse...

Nina... me trouxestes lembranças da Boêmia, do gosto de cigarro de menta, de me acabar no vinho e ouvir Janis...

Já dizia um amigo, que é bom surtar de vez em quando e eu sigo esse conselho à risca.

Nina, você é pura poesia misturada com loucura!

Por isso que eu amo!

Beijos pequena (como diria o bom Amarante)