10 abril 2007

Da Língua

coisa
de
pele
coisa de coisa

tua
saliva

meu
alívio

te
vivo
me viro
ins
piro
tocar

te gosto
encosto
quer tudo
des-nudo
con

tudo
amar

te ganho
estranho
pra ser
te ter

e
ver
goz
ar


te
sinto
ganhar
beira
(a)-mar

18 comentários:

thaís disse...

que coisa linda, ni =~
quase sentir as palavras descendo suavemente pela minha garganta.
muito bom, moça!
aah, e quanto ao destino lá, áfrica do sul, moçambique, zâmbia, quênia, e mais 234789379487 países da áfrica subsaariana que der pra ir, voluntariar por lá.
vamos vamos?

beeeeijos querida

Michele Cristina disse...

Obrigada pela sua gentileza. Já vi que vamos trocar visitas...

Ancorada disse...

Menina Nina...suas palavras são literalmente de perder o fôlego... que lindo!

Abraço e beijos...

Psiu: Acho tão bom ser levada por suas palavras... linda!

Lais Mouriê disse...

Esse poema, meio concreto, meio lírico, um tanto lascivo e muito libidinal, fez-me sentir desejo por alguém distante...

Tão belas as pelavras, tanto desejo guardado, tanto amor por dar!!!!

Ah...e sobre meu escrever, estive meio distante da net (inclusive ainda estou), meio ausente das palavras, mas espero em breve voltar pras duas!!!!!

Nina, encantei-me!

Bjos

nathália disse...

Desespero... tem desespero!
Exatamente do jeito como você falou... ai, quando eu vi ele não sabia o que falava... ainda bem que nossos amigos estavam tambem, senão achava que ia ficar calada pra sempre! Além do desespero, tinha o medo de ele ver que eu amo demais... se bem que a essa altura deve estar escrito na testa ¬¬

Ai, com esse "amar em si" que você disse, eu não entendo... quer dizer...
A expressão eu entendo... agora com meus loooooongos ahn... dezesseis hauhuaha anos eu paro, penso e vejo que talvez a coisa que ue mais tenha feito foi amar em si. Mas com ele, eu nem sei mais. Parece que sem querer eu bloqueei as experiências passadas pra viver essa... daí eu fico toda boba, menina, sem saber o que fazer, falar. Aí eu escrevo né... a única vantagem é que é mais espontâneo, parece.
E dói menos de alguma forma.

(ai, quem escreveu demais foi eu hahaha)

sobre seu post...
nem precisa falar né?! eu tambem senti as palavras...
te
sinto
ganhar
beira
(a)-mar

foi o final mais perfeito que vc podia dar pro texto =)

ai, deixa eu parar de falar! hauhuaha
;*****

Claudia Lis disse...

Poesia visual.
Muito encantada com o que li.
Puro Design (minha paixão) nessa poesia.
Além de bem escrita, também bem formatada!
Tamanha expressividade. Belíssima!
Sou fã daqui!

Lindo o seu comentário no meu Conto. Já estava com saudades das suas visitas. Não me abandone hein moça!
Obrigada.

Beijos

yara b . disse...

olhinhos brilhando e sorriso de orgulho pelo que li.

=*

Mayara disse...

poderia ser Arnaldo Antunes...mais e a menina nina que escreve tão belas palavras e deixa menina mayara que e confusa com um jeito de ver a vida mais simples mais a menina mayara pensa :" o meu relogio está quebrado...e minha boca não tem mais a voz" pq de tanto a menina mayara gritar ficou rouca e ninguém a percebeu...e assim ela continua a vida dela!

kleine kaugummi disse...

Nina,
teu traduzir-te traduz a mim,
tão,
tanto
também.

Quero é ser parte dessa metade tua que é tão inteira.

Amo-te
e há de ser é
infinitamente,

viu ?



ps: um rocambole pra ninoquitcha, saiiiiindo ^^ !!
-semnozes, semnozes-

Rebecca Loise disse...

uau!
isso sim é fazer amor!
achei lindo, Ninão! demais!
a dança da rima, o nu na forma e, por fim, o gozo no mar! tesão de poesia!

Clara disse...

simplesmente fantástico.
você arrasa!
*;

Lais Mouriê disse...

Ai que saudade de ti!

Alfaia disse...

poesia visual.
linda essa sua, viu!
digno de alice ruiz.

;)

Claudia Lis disse...

Olá,

Passei mesmo para cobrar seus belos textos!
Estou com saudades!
Não esconda suas palavras moça!
Por onde andas?

=***

João Menelau disse...

Muito boa!! :D

tuto disse...

li(n)das letras. ledas, parecem disolver nus olhos.

Julinha disse...

Jogos sutil de palavras...leveza sem igual.É como se agent brincasse
e "rodopiasse" com as letras do poema.Seja o q for q vc esteja vivendo...espero q seja infinito...que vc seja intensa e alegre em doses homeopaticas!

e amei o que vc escreveu p mim no meu blog...hehe
(To meio sem tempo agora, mas assim q der, venho m deliciar cm essa maravilha q eh ler o q vc escreve.)
Bjo

langeca disse...

Lindo, simplesmente lindo! Queria saber escrever assim!